19 dez 2012

Colaboração

Mayra Matuck é editora adjunta da revista. Jornalista formada pela PUC, com Especialização em Jornalismo Científico pelo LABJOR (Lab. de Estudos Avançados em Jornalismo da Unicamp) e Gestão da Inovação pela Fundação Instituto de Administração (FIA) - USP. Gosta de todo Universo da Ciência, Literatura, Pesquisa, Design e tudo o que possa agregar valor da forma menos obsoleta possível!

Share

Pontos importantes sobre a memória
ivan_izquierdo

Entrevista com o médico e neurocientista Iván Antônio Izquierdo sobre alguns pontos importantes da memória

Por Mayra Matuck 

Iván Izquierdo é reconhecido internacionalmente como especialista em memória. Mudou-se para o Brasil em 1973, foi naturalizado brasileiro em 1981 e nasceu em Buenos Aires. Realizou seu pós-doutorado na Universidade da California em Los Angeles (UCLA). Foi professor da Universidade de Córdoba, na Argentina,  posteriormente ingressou na Escola Paulista de Medicina:

“A formação de memórias é favorecida pelo alerta emocional” Iván Izquierdo

 

Mayra Matuck (MM);“A  memória sadia é aquela que além de reter informações, também é capaz de apagá-las. “- Fale um pouco sobre isso. Quais são os mecanismos de fixação?
Ivan Izquierdo (II); Precisamos apagar memórias para poder guardar outras.  O melhor exemplo é a 3ª. Palavra de minha frase anterior. Se você ou eu não pudéssemos esquecê-la tão logo, o nosso intelecto entraria em uma enorme confusão…  A palavra entraria fora de contexto em todas as nossas frases subsequentes.

 

 MM; Há indícios de que o sexo possui um poder mais marcante sobre a memória. Há alguma explicação para isso

II; Não é verdade que o sexo tenha um poder mais marcante sobrte a memória. A formação de memória é favorecida pelo alerta emocional, por isso lembramos com quem estávamos e que fazíamos quando morreu Ayrton Senna, ou quando soubemos do ataque ao World Trade Center. Mas no referente ao sexo, lembramos de algumas experiências sexuais melhor do que de outras, e só.  Aquela(s) que se acompanhou de mais alerta emocional será melhor recordada. Alguns (muitos) confundem a primeira com alguma outra.

MM; Qual é a relação do sono com a memória?

II; Algumas evidências sugerem (mas não demonstram) que ajuda a fixá-las melhor.

MM;  O que ocorre exatamente com o insight?

II; Denomina-se insight a “penetração” em algum conhecimento ou conceito com profundidade, entendendo ele melhor.  Não acontece nada especial com ele.

MM;  Há alguma diferença entre decorar e memorizar? 

II; Decorar costuma-se aplicar ao que se aprende com exatidão: poemas, canções, as taboadas, alguns percursos (como ir ao colégio, por ex.). Memorizar abrange aprender “o geral” de alguma coisa.

MM;  Perdemos neurônios na medida em que envelhecemos?

II; Alguns neurônios se reproduzem (poucos) em poucas áreas do cérebro como o hipocampo e o cerebelo.  Esses novos neurônios são criados em um pequeno número, enquanto os animais e as pessoas estão vivos, e não somente quando envelhecem.

 

Mayra Matuck 
São Paulo, SP
VIA: Autópsia Review

mayra

Mayra Matuck Sarak é jornalista formada pela PUC, com Pós- Graduação em Jornalismo Científico pelo LABJOR (Lab. de Estudos Avançados em Jornalismo da Unicamp) e Gestão da Inovação pela Fundação Instituto de Administração (FIA) – USP. Gosta de todo Universo da Ciência, Literatura, Pesquisa e Design, e tudo o que possa agregar valor da forma menos obsoleta possível!
Site pessoal: www.umatelaindiscreta.digitalinretro.com 

 

Licença Creative Commons
O trabalho Pontos importantes sobre a memória deMayra Matuck está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emwww.autopsiareview.org.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença emwww.autopsiareview.org.

 

 

No comments
Leave a comment

Cadastre seu e-mail e receba os nossos posts!